a
a

BallasCast – Episódio 89 – Andrei Moscheto (Parte 2)

EPISÓDIO 89 - ANDREI MOSCHETO (PARTE 2).


Senhoras e senhores, ladies and geeeeentlemaaans, madames et messieurs, osteopatas e osteopatos (QUAK), está começando mais um…


BALLASCAST!


MÚÚÚSICAA!!!


Olá, olá, olá, seja equivocadamente bem-vindo ao BallasCast! Para você que está vindo de novo, welcome again and again and again! E para você que está aqui pela primeira vez, está no lugar errado, afinal esta é a parte 2 de uma entrevista que já foi a parte 1, então não faz sentido você começar da parte 2, volta para a parte 1 que é lá atrás.


Se você for de São Paulo, eu estou em cartaz, as sextas feiras no Teatro Eva Herz, no meu solo “Bagagem”, todas as sextas, paulistada, chega mais!


E vamos agora continuar a nossa entrevista com ele, improvisador, ator, diretor, faz parte do Improváveis com os Barbixas, faz Noite de Improviso, é do Antropofocos, de Curitiba, recebam ele com uma salva de palmas… Andrei Moscheto!


(Música)


ENTREVISTA COM ANDREI MOSCHETO (PARTE 2)


– Quero falar sobre o erro, você falou uma coisa que é muito interessante, que acontece no improviso, que o público como ele está acompanhando, como a criação está sendo feita na hora, como é irrepetível, aquela coisa é única lá, muitas coisas dão erradas, e o improvisador ele traz esse erro, ele joga, ele brinca com esse erro. Inclusive eu trouxe um jogo que a gente chama de “A pior piada do mundo.”


– A pior piada do mundo!


– Né!? Que é um jogo de fazer com que o improvisador faça a pior piada do mundo. E qual é a graça dele? O público, ele, quanto pior for a piada, ele vai aplaudir mais. É como se assim… Quanto pior é melhor…


– É!


– E as vezes saem coisas incríveis, as vezes saem coisas horríveis…


– O nosso sofrimento faz parte da alegria de quem está testemunhando o ridículo que nós estamos nos submetendo.


– Isso! Vamos fazer um aqui rapidinho para vocês entenderem o que que é esse jogo?


– Vamos lá!


– Por exemplo, eu vou falar um assunto e a gente vai fazer a pior piada do mundo, e aí você faz, e a gente, como a gente está em dois, nós mesmos vamos fazer o papel do público, a gente mesmo vai fazer EEEEEEEEEHHHH…


– Beleza!


– Tipo, muito feliz… Tipo, “Uau! Eu achei muito boa.”


– Vamos comemorar nossa própria desgraça!


– Isso! Então vamos lá… Fala uma letra qualquer para eu pegar uma palavra…


– Uma letra qualquer é “N”.


– “N”. Então navio… A pior piado do mundo, tema “navio”.


“Escuta, você mocinha… Você que tem sotaque, você viu o ônibus passar?


“Na-vio”


(EEEEEEEEEEHHHHHHHHHHH)


– Ai meu Deus!


– Faz pior! Faz pior… Quero ver, quero ver, quero ver…


“Sabe porque a cobra não gosta do navio?”


“Porque?”


“Porque ela prefere o bote!”


AAAAAAEEEEEEEHHHHHH


– Entendeu? No bote?


“Sabe qual é o pior tipo de machismo?”


“Qual?”


“Aquele que acha que o universo fica na-vio láctea!”


AAAAEEEEEEEEHHHHH


– Nossa, essa foi muito ruim, não sei se eu vou conseguir piorar, que isso…


– Vai! Você consegue! Piora! Piora! Piora!


“Sabe em que aula o filho do navio se matriculou, de música?”


“Qual?”


“Na-violino!”


AAAAAAAEEEEEEHHHHHHHHH


– AI, CALMA! CALMA!


“Dessas… Desses, desses sabores novos assim de cerveja, qual que é o pior, o que o navio menos gosta?”


“Qual?”


“É o iceberg!”


AAAAEEEEEEHHHHHHHH


– Muito ruim, muito ruim, muito ruim… Então a ultima já que você fez três… Ai meu Deus, ai meu Deus…


– Vai Ballas! Vai… Força!


“Sabe o que que o navio falou para a navia?”


“O que?”


“I na-vio!”


AAAAAAEEEEEHHHHH


– Foi romântica!


Whdowehfwrhpi… Então é isso. Você acabou de ver o momento pior do mundo…


– Quer dizer, você só ouviu, você na-vio…


AAAAAEEEEEHHHHHH


– Na verdade, você na-vio, você ou-navio!


AAAAEEEEEEEHHHHHH


– Entendeu você que está aí? E a alegria também faz parte, porque você viu que a gente fica feliz quando é ruim assim, porque as vezes, quanto pior é, melhor! Eu queria terminar o nosso podcast de hoje, já que são muitos assuntos, falando sobre isso assim, as vezes o erro, ele é melhor do que o acerto. Porque você acha que isso acontece e porque… O que que você acha que, ah isso… Conexão disso para a vida, para as pessoas, que eu acho que é um ponto central do nosso trabalho no improviso.


– Porque eu acho que o que todo mundo fica preocupado o tempo todo é, como é que eu vou planejar melhor a minha vida? Como é que eu vou planejar as coisas que vão acontecer? Como é que eu vou planejar o meu futuro? Como é que eu vou planejar o meu amor? Como é que eu vou planejar meu sucesso? Como é que eu vou planejar essas coisas… E na verdade todo mundo tem que lidar com esse imponderável que acontece todos os dias. E esse imponderável nunca consegue ser calculado com antecedência, então estar melhor relacionado com o erro faz com que você sofra mais com todas as questões que acontecem com você na vida. Então eu acho que essa é uma relação que você pode ter de paz com o mundo e com você mesmo.


– Uau! Momento filosofia!


(Música)


– Então você que está ouvindo o BallasCast agora, vai presenciar (ouvidamente) um jogo de improviso então vamos ao nosso momento “Jogo de Improviso”


(Musiqueta)


– Andrei eu queria propor para você um desafio de improviso, que é fazer uma musiquinha, a gente vai ter um ritmozinho, que a gente vai cantar… TCHUBIRU-BIRU-BIRU… TCHUBIRU-BIRU-BIRU!


– Ok! Beleza!


– Ok! Ótimo! Que é um exercício de improviso que a gente faz nas aulas, a gente vai experimentar ele como jogo mesmo para ver o que que dá!


– Boa sorte para nós!


– Para a gente ter um estímulo, já que a gente não tem público aqui, você tem um aplicativo, que chama-se como?


– Sokio!


– Sokio! Sokio é um aplicativo que ele dá elementos para você, então uma profissão pra gente por favor…


– Vamos ver o que ele vai dizer… DONO DE ACADEMIA!


– Dono de academia… Vamos pegar um personal trainer?


– Pode ser um personal trainer!


– Personal trainer então… O título da nossa cena vai ser PERSONAL TRAINER e a gente tem que, um vai fazer o início, o outro rima, depois o outro faz o início e rima, e a gente vê o que acontece…


– E qual é o nome do nosso personal trainer?


– Qual é o nome do nosso personal trainer?


– Pode ser Mathias!


– Mathias!


– Mathias, o personal trainer!


– MATHIAS, O PERSONAL TRAINER! TRÊS, DOIS, UM… VALENDO!


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


Mathias acordava bem cedinho


Porque na academia ele vai treinar…


E atendia as pessoas bacanas,


E uma menina ele começou a olhar


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


O nome dela era Pamela


E era uma empresária


Ela era um pouco metida,


Mas o Mathias não sabia de represálias.


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


O Mathias chegou com o abdômen de ferro,


Para ela, ele queria se mostrar


Convidou ela para sair e


Disse que a levaria para jantar


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU (BÁ-BÁ-BÁ)


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


Então ela aceitou e eles foram lá,


Pediram a comida, frutos do mar


E ele comeu, mas deu revertério


De repente ele sentiu vontade de (UURGH)


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


No banheiro ele todo envergonhado


Não sabia exatamente como voltar


Então teve uma ideia diferente,


Resolveu tomar um lacto-purgaaa!


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU (BÁ-RA-BÁ)


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


O remédio fez o seu efeito,


E ele voltou para a mesa de jantar


E lá não estava mais a menina,


E coitado ele só pode chorar…


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


Mathias ao voltar para casa a noite


Não sabia nem o que pensar


Ficou sozinho, todo deprimido


E pensou que pra ela podia ligar


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


Ligou para ela, mas a caixa foi postal


Descobriu que ela mudou de cidade.


E ele pensou “Será que fui eu?”


E ele estava pensando “Nossa, que ruindade!”


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU (DÁ-RA-DÃ)


TCHUBIRU-BIRU-BIRU-BIRU-BIRU-BIRU


 


Então ele resolveu ir atrás dela


Porque ele queria de alguma forma compensar


Mas ele descobriu que ela tinha tido um acidente


E para o céu ela tinha ido se mandar…


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


 


A moral da história nós vamos contar


Ele agora vai dizer pra vocês.


Por favor não se mate por mulher


Afinal você sempre vai ter uma nova vez…


 


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


TCHUBIRU-BIRU-BIRU


BABAUAAAAAAAAAAAAAA!


 


– Andrei Moscheto! Uma salva de palmas! EEEEEEEHHHHHHH!


(Música)


Muito bem, muito bem, muito bem chegamos ao final de mais um episódio (AAAAHHH), mas na segunda feira que vem tem mais (EEEHHH).


E se você ainda não se inscreveu no BallasCast, que é o grupo que a gente tem no Facebook, entra lá, que eu vou deixar recomendações extras, coisas que não podem entrar aqui. É um grupo muito bacana, com pouquíssimas coisas, ele é bem suave, tranquilo e gostoso, então entra lá e pede a sua aceitação, que eu aprovo você. NOW!


E vamos agora ao nosso momento merchand


“O Ballas, eu queria assistir um pouco dessas coisa de improviso, essas coisas de palhaço, como é que eu faço?”


É fácil. Se você for de São Paulo, dia 30 de setembro, as 16h vai ter o Cabaré Solidário dos Palhaços Sem Fronteiras, lá você vai ver vários palhaços apresentando e improvisando, e ainda contribui com os Palhaços Sem Fronteiras... Entra no Sympla, Palhaços Sem Fronteiras, ou marcioballas.com.br.


É isso aí… Muito obrigado pela sua presença. pelo seu carinho, pelo seu tímpano, pelo seu martelo, pelo seu tudo que está aqui com a gente…


Thank you very much…


idfenmsdrmgfk~lt


vdjifkndkjçemrgfl~tkh


jçdfnmjçgmrflkthm


Bye bye!


Comentários

Loading Facebook Comments ...