a
a

BallasCast – Episódio 95 – Apresentação (IMPROSPEECH)

EPISÓDIO 95 - APRESENTAÇÃO (IMPROSPEECH).


Senhoras  e senhores, ladies and geeeentlemans, madames et messieurs, psicopatas e psicopatos (QUACK) está começando mais um…


BALLASCAAAST…


MÚÚÚSICAAA!


Olá, olá, olá, invertebradamente bem-vindo ao BallasCast, para você que está chegando pela primeira vez, welcome for the first time! E para você que me acompanha toda semana, welcome again-and-again-and-again!


Eu não poderia começar o episódio de hoje sem falar que eu estou muito feliz, porque o BallasCast entrou na lista de 16 melhores podcasts do Brasil… (EEEEEEHHHHH PAAAALMMAAAASSS)


O Mauro Segura, que é diretor de marketing, nada mais, nada menos do que da IBM, ele escreve todo ano no Meio & Mensagem, também é uma revista incrível de publicidade, do meio da propaganda, e ele escreve sobre podcast e a cada ano ele publica uma lista, e esse ano ele publicou uma lista de 17 melhores podcasts do Brasil.


“Aqui vai a lista de 17 podcasts que considero o melhor da podosfera do país”, e ele incluiu o BallasCast, e eu fiquei muito feliz, de verdade, eu acho que eu vou fazer até um episódio inteiro só sobre isso, para compartilhar um pouco com vocês do que ele escreveu, desse universo do podcast.


É claro, existem milhares no Brasil, então eu fico muito feliz de estar nesta lista, e a gente só está nessa lista graças a voce que está me ouvindo agora.


Então esse prêmio é seu, é meu, é nós, é vós, é eles, é tu, é eles, e é co-criado por todo mundo junto ao mesmo tempo…


Thank you ladies and gentlemans!


E vamos então para o nosso episódio de hoje… N-O-W!


 


APRESENTAÇÃO (IMPROSPEECH)


(Música)


No episódio de hoje eu vou falar um pouquinho sobre APRESENTAÇÃO!


É uma coisa que eu já falei, você que me acompanha toda semana, provavelmente vai ter ouvido algumas coisas que eu já falei, mas eu resolvi compilar em 7 passos, porque eu acho que todo mundo tem que pensar quando for apresentar qualquer coisa.


É um assunto que as pessoas vêm falar muito comigo, vem pedir muito para mim, e eu estou bolando uma palestra nova, que vai se chamar algo assim, o título é provisório, “IMPROSPEECH – O Improviso Como Ferramenta Para Você Apresentar Melhor Qualquer Coisa!”


E qualquer coisa, qualquer coisa mesmo… Pode ser uma aula, pode ser uma palestra, pode ser uma apresentação na sua empresa. É uma apresentação de palco, alguma coisa que você tem que preparar para fazer, então vamos aos 7 pontos que ninguém pode esquecer NUNCA quando for apresentar… NOW!


(Música)


Nº 1 – Pré apresentação.


Antes de começar a pensar em qualquer coisa você tem que saber alguns dados fundamentais antes do dia chegar, muitas pessoas deixam para fazer a coisa no dia, mas a gente pode saber muitas coisas antecipadamente. Primeiro, onde vai acontecer, onde as pessoas vão estar sentadas, se elas vão estar bem acomodadas ou não, se vai ser um auditório, se vai ser um teatro, qual é o cronograma do evento… A sua apresentação vai ser depois de qual? Vai ser depois do almoço? É diferente de ser logo a primeira da manhã, é diferente depois de ser uma palestra técnica, é diferente depois de uma coisa muito agitada, você precisa saber onde você está encaixado lá.


O som e a luz, vai ter microfone de mão? Vai ter microfone de lapela? “Ah, eu prefiro esse tipo de microfone…”


Quer dizer, preparar a apresentação antes dela acontecer e pergunta fundamental, nº 1 desse tópico (Nº1) é… Quem é o público? Quem é aquele público para o qual você vai falar?


É uma dica importantíssima, óbvia como tudo, mas as pessoas esquecem de saber exatamente quem é aquele público, dependendo de quem for o público eu vou apresentar de uma maneira diferente, então é fundamental saber exatamente quem é aquele público.


(Música)


Nº 2 – A apresentação começa antes da apresentação!


A apresentação começa antes da apresentação, é exatamente isso que você ouviu, antes da apresentação, então a gente pensou lá atrás, uns dias antes, como vai fazer, chegou no dia.


Chegou no dia você tem que pensar, primeira coisa, que figurino você vai usar?


“Ah, mas Ballas, eu não uso figurino eu uso a roupa que eu estou no dia a dia!”


OK! Só que você vai entrar no palco, o palco é lugar de estar bem vestido!


“Ah, mas o que é bem vestido?”


Não sei! Vai depender do que você pensou antes, quem é aquele público, que imagem você quer trazer, qual é a característica da relação que você quer estabelecer com aquele público. Pensar qual a roupa que você vai usar, isso é importantíssimo!


“Ah não, eu vou com a camisa que eu estou no dia a dia!”


Não! Vai com uma camisa que você vai escolher para estar nesse dia, é o que a gente do teatro chama de figurino, então PENSE NO SEU FIGURINO!


E para fechar esse capítulo, ENCONTRE O SEU RITUAL!


“Mas Ballas, o que é isso? Ritual? Eu vou fazer um ritual?”


É! Antes da sua apresentação, você tem que desconectar do mundo inteiro, desconecta o seu celular, desconecta da sua cabeça, deixa as suas anotações de lado, respira, entra em contato com você, se você tiver um camarim, uma salinha, obvio que é melhor, porque você vai poder fazer uma pequena preparação…


Eu fiz um episódio inteiro falando da preparação antes do espetáculo assim, é tipo um espetáculo, a gente tem que se preparar. Uma apresentação, uma palestra, uma aula, você também tem que se preparar sim.


Então eu desconecto, eu desligo o celular, eu respiro, eu vou para o fundo da sala, eu olho as pessoas, eu entro em contato comigo (AAAHHH), eu vou achar o meu ritual, eu estou pronto para a apresentação.


(Música)


3º – Subiu no palco, você já está em cena!


Lembre-se, O PALCO É SAGRADO!


O palco é lugar de ser visto. As pessoas estão olhando para você.


“Ah, mas Ballas, eu tenho muito medo quando as pessoas olham pra mim, eu fico muito nervoso”


É normal! Você vai ficar nervoso, você vai entrar com medo, as pessoas me perguntam “você não tem medo?”


Tenho! Até hoje eu tenho medo!


Você vai entrar do jeito que você estiver, por isso que é importante o que eu falei, do ritual da apresentação, para você acalmar e o medo estar num nível que não é insuportável, não tem problema, vai com medo mesmo!


E importante, quando eu entro, eu já entro! As pessoas já estão me olhando. Eu digo isso porque as vezes, tem um segundinho que é o de pegar o microfone, que é de cumprimentar o mestre de cerimônias, que é de dar oi para o presidente que te chamou lá para apresentar, para o seu diretor…


E esses segundos você tem que saber que você já está sendo olhado, então saiba disso, então já entre conectado com você, no momento presente, no aqui agora, e a primeira coisa fundamental… OLHE PARA O SEU PÚBLICO!


Olhe para o seu público, olho no olho! Olhe para as pessoas que estão lá, olha pra quem está lá! São segundos que você vai tomar para respirar e olhar para aquelas pessoas, um segundinho para as pessoas verem que você está vendo elas.


Dica, para quem está muito nervoso, fica muito nervoso, BUSCA O OLHAR DE ALGUÉM QUE VOCÊ GOSTA, de alguém que vai estar torcendo por você, é o seu parceiro, é o seu estagiário, é o seu brother lá no fundo que está assim, dá um sorrisinho, e aí começar a sua apresentação, então lembre-se…


Você subiu já está sendo observado, analisado e julgado, infelizmente somos assim, então já entra conectado com você, RESPIRE, fundamental… Tome um segundo para respirar, olhe nos olhos do público, dê um pequeno sorriso e comece a sua apresentação.


(Música)


E vamos para o nosso item Nº 4 – Seus primeiros 15 segundos são fundamentais!


Vou repetir, SEUS PRIMEIROS 15 SEGUNDOS SÃO FUNDAMENTAIS! Esse tempo vai ser o momento que o público vai te ver pela primeira vez, vai ser sua primeira fala, vai ser a primeira coisa que você vai fazer, vai falar, vai dizer, então é nesses segundos que você já tem, de certa maneira, estabelecer a sua relação, sua conexão com aquele público.


Então é fundamental você pensar na sua abertura.


“Ah, mas Ballas, eu chego falando meu currículo!”


NÃÃÃÕ! Não chega cagando seu currículo, ninguém aguenta ouvir currículo de gente, tá?


Não, não, não, não, não!


“Ah, mas Ballas, como é que eu começo?”


Não sei! Por isso que a gente tem que pensar a apresentação, uma dica que eu sempre dou é FALAR ALGUMA COISA SUA, PESSOAL, QUE CONECTE COM AQUELA PLATEIA!


Então por exemplo, se é uma plateia de pais, que tem muitos pais, mães, e você tem filho, começa falando uma historinha do seu filho.


Ah, uma plateia só de gente do mercado financeiro e que te conhece, lembra alguma história curiosa, interessante, bacana que você teve no mercado financeiro.


Ah o público… Entende? Alguma coisa sua! Alguma curiosidade sua, alguma observação sua, uma frase que você gosta, se você não achar nada seu, mas assim, pense bem como é que você vai começar.


Os seus primeiros 15 segundos vão muitas vezes fazer com que você ganhe o público, para na sequência você entrar com o seu assunto.


(Música)


Nº 5 – Chegou o momento do seu CONTEÚDO!


Esse momento é você que tem que fazer, eu não tenho nem o que palpitar.


O que é fundamental na sua apresentação é você estar no momento presente, no aqui agora.


“Ah, mas Ballas, a gente sempre está no presente!”


NÃÂOO! As pessoas estão na apresentação pensando no que vem depois, olhando no slide que está lá, pensando que as pessoas estão lá, vendo, não, calma!


Eu tenho que estar conectado, vendo o que está acontecendo, percebendo tudo que está acontecendo, jogando eventualmente com alguma coisa grande que está acontecendo ali na sua palestra.


Eu vejo muitas vezes o cara apesentando, cai uma mesa lá do lado, o cara as vezes está tão conectado com o futuro e o pensamento dele viajando, ele nem percebe que caiu uma mesa e está todo mundo olhando pra lá. Não! Você tem que olhar para a mesa, relacionar com a mesa, jogar com a mesa, fazer um comentário sobre a mesa, entende?


Levantou 30 pessoas de repente, levantou por algum motivo, não dá para você passar batido. Você tem que jogar, olhar… Tudo que acontece na sua apresentação, você tem que estar sabendo, para isso a gente precisa de toda aquela preparação, do nosso ritual, tal, tal, tal… Para você entrar em contato com você, estar no aqui agora e olhar para o público o tempo todo.


Olhe para as pessoas e esteja no aqui agora!


(Música)


Nº 6 – Mande no tempo para ele não mandar em você!


É isso aí que você ouviu! É você quem tem que dominar o tempo, porque senão é ele que vai dominar você!


O que que eu quero dizer com isso? Isso já tem a ver com a apresentação… Se você tem 20 minutos para apresentar, você não precisa falar os 20 minutos e colocar o máximo de informação possível, não! Você vai ter que filtrar, escolher, para ter uma apresentação de 17 minutos, você ensaia assim, deu 16, 17… Tá ótimo! Porquê? Porque você vai deixar esse tempo para na hora dar tempo, dar pausa, olhar para as pessoas, jogar com o que acontece, ter uma margem de erro para você estar tranquilo. Por que o que acontece muitas vezes? É que o palestrante está lá falando e de repente vem uma plaquinha “Faltam 5 minutos”, e ele tem um monte de conteúdo para passar, então ele começa a acelerar.


Aí depois faltam 2 minutos, e ele fica desesperado, aí o tempo zera e ele “Gente, já acabou meu tempo, mas aqui agora, eu só vou rapidinho terminar aqui”, não! A gente fica tenso quando você fica tenso!


Então não deixe que o tempo domine você!

se você tem um peech para fazer de 5 minutos, eu vejo muito isso nas start ups, nos empreendedores quando vão vender seus negócios, suas ideia, né? Tem uma banca de potências compradoras e tal, “Ah, vocês vão ter 5 minutos para apresentar”, aí você vê o cara voando na apresentação, 5 minutos correndo que nem um louco, para conseguir bater o tempo. E as vezes são esses eventos que 5 minutos depois, cortam o microfone, então o cara está acabando aí corta o microfone, aí ele fica sem graça que não acabou e aí a gente fica “Ah coitado! Ele não acabou o tempo dele, tadinho!”


Então, você tem 5 minutos? Prepara 3 e meio e deixa 1 minuto e meio para respirar, para olhar para as pessoas, para acabar com elegância, com calma, para você poder surfar no tempo e não ser dominado e afogado por ele!


(Música)


E vamos para o nosso item 7… Last time but not last… TENHA UM GRAND FINALE!


Tenha um grand finale! Ou pelo menos tenha um bom final!


O que que eu quero dizer com isso? Quando a gente vai ver um filme, o final normalmente não é “Uau! Nossa!”, e aí sobe o letreiro e você fala “Meu Deus, caraca… O Darth Vader é o pai dele mesmo”, né? Quando a gente vai ver uma peça de teatro, quando eu dirijo um espetáculo de teatro, eu penso normalmente como vai ser a ultima fala, o ultimo momento, apaga a luz e dá um blackout e tal…


A mesma coisa vale para uma apresentação. Pense num bom final!


Eu já vi muita apresentação que o cara termina “Bom gente, é isso aí!”


Como é isso aí? Não diminui o seu negócio! Outro dia o cara falou assim “Ah, era mais ou menos isso que eu tinha para falar para vocês”, e aí eu entrei, como eu estava nesse papel de mestre de cerimônias, podendo comentar , eu falei “Gente, nunca termine com é mais ou menos isso, não faz sentido”, se era mais do que isso, você deixou de falar coisa, então não foi bom. E se era menos, também não foi bom! Então não é mais ou menos, não! Ache o seu final, ache um bom final, ache um final que faça as pessoas pensarem, ache um final que faça as pessoas rirem, ache um final que seja poético, ache um final que seja bonito, ache um final que ligue com aquela coisa que você falou lá no começo e a pessoa vai falar “Olha que legal, tudo faz sentido!”


Não esqueça disso, ache um grand finale ou pelo menos um bom final!


(Música)


Esses são 7 pontos que eu acho fundamentais para você pensar em qualquer tipo de apresentação que você for fazer, que realmente for importante!


3 coisinhas finais que eu queria deixar de diquinhas assim, simples e banais…


Primeira delas, se você for apresentar, TIRA O SEU CRACHÁ! É horroroso o palestrante que chega no palco e está com o crachá! Ninguém precisa ler o nome do cara, não dá pra ver, aquele crachá, ele tampa sua camisa, ele tampa sua gravata, ele tampa seu figurino.


Então lembre-se desse mantra…


Se vai apresentar, tira a porra do crachá! (de novo)


Vai apresentar, tira a porra do crachá! (ultima vez)


Va apresentar, tira a porra do crachá!


Segunda dica, CUIDADO COM O CAMPO TENSO!


Quanto mais você tenciona, mais o público fica tenso, então lembre-se, algo vai dar errado!


É uma garantia que eu estou te dando aqui… ALGO VAI DAR ERRADO!


“Ah, mas Ballas, você está zicando a minha palestra?”


Não! É para você ter certeza que algo vai dar errado, e quando der errado você “Ah, o Ballas falou”, e vai ver o que você vai fazer com esse momento, porque eventualmente você vai transformar esse momento do erro, da coisa que deu errado, de um imprevisto, num grande acerto e aquilo vai ser uma coisa incrível.


Então saiba que algo vai dar errado e JOGUE COM ISSO!


Terceira e ultima dica importantíssima, DIVIRTA-SE!


O mais importante é você se divertir. Com o seu assunto, com a sua fala, com a sua palestra, com o que você for falar. Se as pessoas percebem que você está se divertindo, curtindo, está num bom humor, num estado de espírito de graça, pleno, no aqui agora, no momento presente, elas vão conectar com você, você vai estabelecer uma relação, e a sua apresentação vai acontecer!


E para citar Albert Einstein com a frase incrível, para gente terminar com uma frase incrível…


CRIATIVIDADE É A INTELIGÊNCIA SE DIVERTINDO!


Fim do episódio!


(Música)


Muito bem, muito bem, muito bem, chegamos ao final de mais um episódio (AAAHHH), mas na segunda feira que vem tem mais (EEEHHH).


E se você ainda não entrou no BallasCast, que é o grupo que a gente tem no Facebook, entra lá, porque está muito legal. É só você pedir sua aprovação, que eu deixo você entrar. Estamos quase chegando no episódio 100, então o episódio 100 vai ser MUITO ESPECIAL. E agora vamos ao nosso momento merchan…


“Ballas, eu fiquei muito interessado nesse Improspeech, em palestras de Improspeech para a minha empresa. Como é que eu faço para saber mais?”


É fácil! Eu faço várias palestras que eu falo de improviso e criatividade, e essa nova sobre apresentação, você entra no meu site marcioballas.com.br


É isso aí! Muito obrigado pela sua paciência, pela sua piência, pelo seu ouvidinho…


Thank you…


Dcjdenfnjfed


Dcjvfokeçldfjlj


Dlfjgroekdwmnfvb


Bye bye!


Comentários

Loading Facebook Comments ...