a
a

BallasCast – Episódio 103 – 20 Lições do Improviso pra Vida

EPISÓDIO 103 - 20 LIÇÕES DO IMPROVISO PRA VIDA.


Senhoras e senhores, ladies and geeentlmeaaans, madames et messieurs, homeopatas e homeopatos (quac) está começando mais um…


BALLASCAAAST!


MÚÚÚSICAAA!


Olá, olá, olá, seja paleontologicamente bem-vindo ao BallasCast!


Se você me acompanha toda semana, welcome again and again… E se você nunca veio, welcome for the first time!


Se você está ouvindo este episódio como sendo o primeiro episódio, não faz sentido, porque essa é a continuação de um artigo de uma americana que fala sobre o que o improviso pode te ajudar na sua vida, essa vai ser a parte dois, então se você está ouvindo assim, pega a parte um, porque faz mais sentido.


Então, vamos continuar falando dela. Ela chama Kim Quindlen, e ela escreveu um artigo muito legal falando de 30 frases que o improviso pode ajudar qualquer pessoa a ter uma vida mais feliz, práticas que a gente usa no trabalho do improviso, que valem para qualquer pessoa, até porque o improviso, como eu disse no episódio anterior, ele MAIS do que uma linguagem, MAIS do que uma técnica, ele é UMA MANEIRA DE VER O MUNDO, UMA MANEIRA DE VER A VIDA!


Então, para você que faz qualquer coisa, acho que pode servir, e nosso episódio começa N-O-W!


(Música)



20 LIÇÕES DO IMPROVISO PRA VIDA!


(Música)


A verdade é que eu falei 20 lições, mas são 10!


É que eu não podia chamar o episódio duas vezes do mesmo nome, então esse é do 10 ao 20. Na verdade são 10, mas o episódio vai chamar 20, e o que importa é o que importa!


Então vamos que vamos… Vamos começar com o Nº11, que diz…


 


“It’s more important to be sincere than it is to be funny.”


Olha que ótima essa frase, é um dos mantras para quem quer aprender humor, aprender comédia, quer ser engraçado, quer trazer um pouco de humor para o seu trabalho, para sua vida, para sua palestra, para sua aula…


É MAIS IMPORTANTE SER SINCERO, DO QUE SER ENGRAÇADO!


Uma das coisas que eu falo no curso, muito forte, principalmente no curso de iniciantes, que é o curso que eu dou para pessoas que nunca tiveram nenhuma experiência com improviso, é que assim, você não pode querer ser engraçado, quanto mais você quer ser engraçado, menos você vai ser engraçado. Então tira da sua cabeça que “Ai, eu tenho que ser engraçado, eu que quero ser engraçado”, tira, tira, tira! O importante é ser sincero! E o que a gente vai aprender com o tempo, é que como consequência dessa sinceridade, quando você está com tudo, sincero, pleno, você vai ver que muitas vezes você vai ser engraçado, você vai trazer a sua graça, sua graciosidade, você vai trazer o que está acontecendo lá, no momento presente e isso vai acabar trazendo algo humorado, algo engraçado, então muitas vezes a graça vai vir da consequência de você ser sincero.


(Música)


Nº 12 “Open your eyes and pay attention to the world around you – that will greatly improve your work, no matter what it is that you do for a living.”


É mais cumprida, mas é bem simples essa!


ABRA OS OLHOS E PRESTE ATENÇÃO AO MUNDO A SUA VOLTA, ISSO VAI MELHORAR O SEU TRABALHO, INDEPENDENTE DA PROFISSÃO QUE VOCÊ TIVER!


Abrir os olhos e prestar atenção ao mundo ao seu redor, as coisas que acontecem no momento presente. O que está acontecendo agora, AGORA? Faz esse exercício, de você parar alguns segundinhos para perceber o que está acontecendo ali, ao seu redor. Quanto mais a gente está conectado com isso, mais a gente está nesse momento presente, independente do que a gente faça com o trabalho, melhor vai ser o nosso dia a dia.


(Música)


Nº13 “Putting other people down will not make you look better.”


Meio obvia, mas vale lembrar!


COLOCAR AS PESSOAS PARA BAIXO NÃO VAI TE FAZER BRILHAR!


No improviso a gente não sobe em cima do outro para aparecer, a gente não acaba com o outro, denigre o outro, zoa com o outro pra gente brilhar, não… Muito pelo contrário, a gente faz o outro brilhar, ele faz a gente brilhar, e juntos todos irão brilhar!


(Música)


Nº 14 “In fact, putting other people down will get you nowhere.”


É a conclusão do interior… Na verdade, BOTAR AS PESSOAS PARA BAIXO NÃO TE LEVA A LUGAR NENHUM!


Obvio, né?


(Música)


Nº15 “Ultimately, all that any of us want is to connect with others.”


É a base do trabalho do improviso, NO FUNDO O QUE A GENTE QUER É NOS CONECTAR COM OS OUTROS!


O improviso é um exercício de conexão, eu primeiro me conecto comigo, depois eu me conecto com o memento presente, depois eu me conecto com o meu parceiro, meu colega, o meu co-criador, e por ultimo eu me conecto com o público, com a audiência que lá estiver… Isso vale para qualquer coisa, para você que dá aula, para você que vai dar um spech, um peach, para você que faz palestra.


As pessoas as vezes me perguntam “Ah Ballas, como eu começo?”


Começa pensando como eu me conecto com as pessoas, essa é a primeira coisa pra você começar qualquer coisa. CONEXÃO! O que a gente quer é nos conectar com os outros!


(Música)


Nº16 “Don’t put people into boxes; a powerful CEO can be (or be played on stage by) anyone – a straight white man, a gay Latina woman, a young African American transgender woman, the possibilities are endless.”


Essa é bem atual, vale muito para os dias de hoje…


NÃO CLASSIFIQUE AS PESSOAS, NÃO COLOQUE AS PESSOAS EM CAIXAS. UM CEO PODEROSO PODE SER INTERPRETADO POR QUALQUER UM, UM HOMEM BRANCO, HÉTERO TAMBÉM, UMA MULHER LATINA GAY, UM JOVEM AFRICANO TRANGÊNERO, AS POSSIBILIDADES SÃO INFINITAS…


Quer dizer, cuidado pra gente não classificar, querer colocar as pessoas em pequenas caixas, isso não rola!


(Música)


Nº 17 “It is okay that others will be better than you at certain things; you will also be better than them at certain things.”


Então, vamos lá!


TUDE BEM QUE OUTROS SEJAM MELHORES QUE VOCÊ EM ALGUNS ASPECTOS, VOCÊ TAMBÉM VAI SER MELHOR QUE ELES EM OUTROS!


No improviso, não tem improvisador perfeito, tem gente que é melhor fisicamente, né? No improviso corporal, improviso de personagens, tem gente que é melhor na dramaturgia da história, tem gente que é melhor no humor, tem gente que é melhor no acting, na atuação… Isso é que é bacana! As pessoas se complementando, as pessoas se completando e cada um sendo melhor do que o outro em alguma coisa.


(Música)


Nº 18 “Don’t waste energy trying to turn other people into your competition.”


Essa vale pra todo mundo!


NÃO GASTE ENERGIA TENTANDO CHAMAR AS PESSOAS PARA COMPETIR COM VOCÊ!


A gente não pode perder tempo e energia fazendo uma competição com o outro, a gente não está jogando contra o outro, a gente está jogando junto com o outro. Estamos juntos no mesmo barco! No improviso a gente trabalha eternamente tentando falar para as pessoas que elas estão juntas, criando e co-criando a mesma cena, a responsabilidade da cena é de todo mundo, o êxito da cena é de todo mundo, o fracasso é de todo mundo também!


(Música)


Nº 19 “The majority of people are rooting for you, not against you.”


A MAIORIA DAS PESSOAS ESTÁ TORCENDO POR VOCÊ, E NÃO CONTRA VOCÊ!


As vezes a gente fica muito receoso, temeroso, “Ai, o público está com uma cara assim”, não! As pessoas estão com você, as pessoas estão torcendo para você, as pessoas estão lá junto com você, então acredite nisso e use essa energia positivamente.


(Música)


E vamos para o nosso nº 20 “Every person you meet has something to teach you.”


Olha que profunda e que poderosa e que complexa, e que poderosa é essa frase…


TODA PESSOA QUE VOCÊ ENCONTRAR TEM ALGO PARA ENSINAR PARA VOCÊ!


Isso é muito, muito, muito bacana… No improviso a gente trabalha isso direto, direto… A gente começa a fazer os exercícios para a pessoa sair do julgamento, tirar o filtro, jogar no momento presente, no aqui agora, estar lá com aquela pessoa que ela nunca viu na vida, né? O curso, a primeira parte do curso inteira, é para a pessoa ir com tudo, tirar o filtro, tirar o lado do que pensa do cérebro, tirar o racional e estar lá, sincero, autêntico, espontâneo… E aos poucos a gente vai deixando esse nosso julgamento de lado e vai aprendendo com o outro, por isso uma coisa que eu noto que é muito interessante nos cursos de improviso, quando eu chego no primeiro dia, normalmente eu chego está silêncio, ninguém está conversando com ninguém, quer dier, só quem veio junto está conversando, está um silenciozinho, as pessoas estão meio cada um com seu amiguinho, com sua namorada, ou com o amigo que veio junto, e tal… Quando dá a primeira pausa, já está barulhento, as pessoas já estão conversando com outras e tal, e quando chega no final do dia, as pessoas estão mega, tipo over, eu preciso falar “Hei galera, calma, eu preciso acabar”, as pessoas se abraçam, as pessoas choram, as pessoas estão lá “Ah, você é meu melhor amigo da vida”, nunca viu a pessoa e estabeleceu uma conexão assim, que as vezes não estabelece com pessoas na vida, no dia a dia dela, né?


Então isso tem a ver com esse olhar que a gente trás do improviso, então quando ela fala “Every person you meet has something to teach you”, imagina que rico seria se a gente usasse isso como mantra na nossa vida. Cada pessoa tem algo para ensinar pra gente, seja o nosso chefe, seja o nosso subordinado, seja o cara do cafezinho que está lá todo dia servindo cafezinho e que você nunca, mal olhou pra ele, poxa esse cara tem coisa pra ensinar… Então se você tem essa abertura, você vai olhar, você vai conversar com ele de uma maneira diferente, se você tem essa abertura para com as pessoas, você vai ouvir as pessoas diferente, e você vai aprender muito mais desse universo de pessoas ricas e incríveis que tem ao nosso redor, mas que as vezes a gente esquece, porque a gente está no julgamento, no super ego, achando que a gente sabe mais, que a gente é isso, que a gente é aquilo.


Então lembre-se… Carregue isso pra sua vida…


TODO MUNDO TEM ALGO PARA ENSINAR PRA VOCÊ!


 


Sendo assim, fim do nosso episódio NOW!


(Música)


Muito bem, muito bem, muito bem, chegamos ao final de mais um episódio (AAAHHH), mas na segunda feira que vem tem mais (EEEHHH).


E se você não entrou no grupo do Facebook ainda, ai, ai, ai, ai, ai, ai…


Entra lá que eu vou colocar esse artigo inteiro em inglês, caso você não tenha entendido meu inglês macarrônico, queria aproveitar e dizer que eu ganhei um quadrinho muito legal de fim de ano, e a frase desse quadrinho é a frase que eu vou terminar esse episódio, e ela diz o seguinte…


“LIVRAI-ME DE GENTE NORMAL, AMÉM!”


É isso que eu desejo para todos vocês, senhoras e senhores, ladies and gentlemans!


Thank you hgjiroels,mf


Ngjrieolsçfmkls


Nfjrefmjreieurjhfndmsjf


Fhdjsweuryhfdjs


Bye bye!


Comentários

Loading Facebook Comments ...